Você está em: Home » CDs, Entrevista, Música » Leonardo Gonçalves, um aficionado pela literatura

Em meio à rotina de viagens pelo Brasil, apresentações e gravações, Leonardo Gonçalves aproveita o tempo livre para realizar uma atividade diferente da que escolheu como profissão. Bacharel em Letras pela Unicamp, o cantor é um verdadeiro aficionado da literatura.

Apenas para se ter uma idéia, desde 1997, Leonardo tem utilizado livros em branco para registrar os seus pensamentos, produzir alguns textos, poesias e, obviamente, canções. Por curiosidade, a foto de um desses livros está publicada em seu álbum Viver e Cantar, lançado em 2007, disponível na Aliança para lojistas.

O que muitos não sabem, é que esse pernambucano saiu cedo do Brasil, aos dois anos de idade, indo morar na Inglaterra, depois nos Estados Unidos, e então na Alemanha, onde fez a sua primeira redação.

O detalhe é que ela foi feita no idioma alemão, já que sua alfabetização ocorreu em 1986, no Colégio Weinbergswegschule Adendorf – traduzindo, Escola da Rua Vinhedo, em Adendorf.

Além da escrita, o gosto pela leitura também foi descoberto logo. Atualmente, ele tem em sua casa um belo acervo com aproximadamente 400 livros. “Costumo frequentar muito um sebo na Chácara Flora, em São Paulo, que conta com mais de dois milhões de títulos, e também o sebo da Unicamp, no Instituto de Estudos da Linguagem”.

Na sua coleção pessoal, destacam-se a obra completa do poeta alemão Schiller, datada de 1917; as Cartas de Goethe, publicadas em 1907; e Guerra e Paz, do russo Leo Tolstoi.

Um início arrojado

Aos 12 anos, Leonardo resolveu ler O Senhor dos Anéis (The Lord of The Rings), um romance do autor britânico J.R.R. Tolkien. “Acho a história muito interessante, e os princípios que regem o livro são cristãos”, comenta. Foram cerca de 3.600 páginas lidas em alemão, num período de dois anos.

“Reconheço que foi uma fase meio nerd da minha vida (risos). Sou, por natureza, uma pessoa introvertida, o que não combina nada com a minha carreira de cantor. Mas Deus faz milagres na vida das pessoas”, diz Leonardo, que retornou ao Brasil somente aos 15 anos, sem saber falar uma palavra em português. “Acabei aprendendo o nosso idioma na adolescência, quando comecei a cantar”.

Colecionar a obra de Tolkien, aliás, tornou-se um dos seus hobbies prediletos. Leonardo possui os três filmes baseados no livro, em versão estendida com quatro horas de duração, e mais 18 horas de making off.

Além disso, adquiriu a trilha sonora oficial da série com quase 12 horas de música. Como se não bastasse, possui ainda um exemplar da Edição de Colecionador, com capa dura, publicada em inglês, que já está esgotada.

Hoje, pode-se dizer que a leitura se tornou um hábito em sua vida.

Contudo, ele faz questão de ressaltar que o livro dos livros é a Bíblia. “É, sem dúvida, o que eu mais leio. A literatura mundial tem a pretensão de enobrecer o espírito, mas somente a Bíblia transforma vidas. A atuação do Espírito Santo nos torna seres livres para servirmos uns aos outros, e ao Deus que nos libertou”, conclui.

Leonardo 03

(Texto publicado originalmente no Catálogo Aliança, nº7. Fotos: divulgação)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


Um Comentário

  1. MARIA ANGELA disse:

    Apesar de nunca ter te visto te admiro muito. Através de meu filho adolescente é que ouvi suas músicas e me apaixonei pelas letras. Parabéns,vc é realmente especial.

Deixe seu Comentário

© 2017 APD News – O canal de informação da Aliança. Todos os direitos reservados.