Você está em: Home » Tendências & Mercado » Como interagir com o público pelo Twitter?

Era domingo, por volta das 15h. Amanda Pila terminou de se arrumar e partiu de Vila Velha, percorrendo 20 Km até a Loja Manancial no Laranjeiras Shopping, no município da Serra, Espírito Santo. Ela foi até lá retirar o CD Luciano Manga Ao Vivo – Brilhe Tua Luz em Nós, que ganhou em uma promoção realizada no Twitter da Aliança. “Fiquei muito feliz porque tive a oportunidade de conhecer o novo trabalho do Manga, que já acompanho desde o Oficina G3”, comenta.

Este é um exemplo emblemático de como a Internet consegue interligar artistas, lojistas e consumidores, tornando as relações mais próximas, dinâmicas, ágeis. Na opinião do cantor, a iniciativa foi muito bem sacada, e acaba mobilizando milhares de pessoas de várias localidades do Brasil.

“Seria legal se as lojas pudessem utilizar as comunidades virtuais para estar em contato direto com o seu público”, sugere Manga. Para ele, o Twitter é uma ferramenta preciosa para iniciar novas amizades, reencontrar pessoas e compartilhar sobre o que se tem feito na vida. “Estar nas redes sociais me dá a possibilidade de transmitir valores e princípios que valorizo”, afirma.

Estamos vivendo a era da instantaneidade. Pela primeira vez na história da humanidade, através de milhões de computadores, celulares e tablets, a população de todo o planeta está interconectada por uma rede que se comunica na mesma linguagem, sem incompatibilidades nem fronteiras.

De acordo com o publicitário JC Rodrigues, especialista em Tecnologia Internet, as redes sociais mudaram a forma das pessoas se relacionarem entre si. Segundo ele, o descrédito para com a publicidade tradicional (em que só se fala bem de um produto) faz com que as opiniões daqueles que tiveram experiências positivas ou negativas com uma empresa tenham um valor muito maior na decisão de compra.

“Ignorar esta mudança comportamental seria o mesmo que chegar em uma roda de amigos e começar a somente falar bem de si mesmo”, exemplifica Rodrigues, docente de Comunicação Digital na ESPM-SP, com experiência em projetos de comunicação digital e e-commerce para Hewlett-Packard (HP), Intel, Bridgestone, Samsung e Ford, além de Head do Disney Online Studios para América Latina na The Walt Disney Company.

Quem se propõe a utilizar esta ferramenta deve identificar de que maneira pode afetar a vida das pessoas que têm contato com a marca. “O conselho é fazer diferença na vida delas a partir do conteúdo compartilhado, seja através de promoções ou informações sobre valores atrelados ao seu produto ou serviço (saúde, bem-estar, aventura etc). Não há fórmula pronta. O que vale é ser relevante”, define o professor.

Mensagem amplificada

Uma das implicações dessa velocidade, é que a reputação de uma marca pode ser elogiada ou destruída em qualquer momento, por meio de conversas nas mídias sociais. E muitas vezes, isso foge do controle da organização. “O que se deve fazer é jamais tentar censurar ou impedir a propagação destas opiniões. Responda a qualquer situação de forma imediata e direta”, diz JC Rodrigues.

Por exemplo, no caso de Amanda – a ganhadora da promoção, há alguns meses ela criou um perfil exclusivo para interagir com empresas. “Existem aquelas que nunca respondem às perguntas ou comentários, enquanto outras me chamam pelo nome. Isso faz uma grande diferença. Quando vou adquirir algum produto, com certeza são elas as primeiras que vêm à minha mente”, destaca.

Em tempo real

Uma pesquisa realizada recentemente pelo instituto Nielsen Ibope revela que 86% dos usuários brasileiros de Internet navegam em blogs e redes sociais. André Valadão é um dos que consegue enxergar essa transformação e aproveitá-la como uma oportunidade. Um dos perfis mais populares da rede, atualmente ele é acompanhado de perto por mais de 100 mil seguidores. Claro que nesse período muita coisa mudou em seu ministério, principalmente em decorrência da proximidade com o público.

“Vejo o Twitter como um espaço importante para o feedback de tudo o que faço. Agora consigo saber a opinião deles, receber sugestões e críticas, e também compartilhar em primeira mão tudo o que tenho feito com a galera tuiteira”, conta André. Com uma agenda lotada, viagens seguidas, corre-corre em hotéis e aeroportos, nem sempre André conseguia falar com todas as pessoas em suas ministrações.

“Leio todas as mensagens que me enviam e me esforço ao máximo para respondê-las”. Para se ter uma ideia da interatividade, recentemente ele lançou uma nova música no Myspace entre 0h e 1h da manhã. “Em menos de uma hora, tínhamos mais de mil plays. Creio que, se bem utilizadas, estas ferramentas podem ser excelentes para propagar o Evangelho com eficiência”, conclui Valadão.

Texto originalmente publicado na Ed. nº 10 do Catálogo Aliança. Leia a versão impressa:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


Deixe seu Comentário

© 2017 APD News – O canal de informação da Aliança. Todos os direitos reservados.